CISC

Atualizações

13 04 2012
In need of new paradigms. Theorizing media communication facing the media change de Thomas Bauer  >>
23 03 2012
Ame teu outro como a ti próprio de Vilém Flusser  >>

Busca

Quem está online ?

Nós temos 147 visitantes online
Eventos Realizados
PDF Imprimir E-mail

Nesta trajetória que já dura 20 anos, além dos citados eventos O jornalismo perdeu o pé da história? em 1990 e A Semiótica da Cultura em 1992 – fundamentais para a difusão das inquietações que desde então cercam o CISC – destacam-se os seguintes eventos, sempre preocupados em fomentar o debate interdisciplinar e contribuir com a Ciência da Comunicação, ao questionar temas muitas vezes pouco considerados neste universo:

CoMCult - Congresso Internacional de Comunicação, Mídia e Cultura:

  • O Espírito do Nosso Tempo – Outubro de 2002;
  • Os Símbolos vivem mais que os Homens – Outubro de 2004;
  • Os meios da Incomunicação – Outubro de 2006;
  • Cultura da Imagem – Novembro de 2008;


Cursos e seminários:

  • Os sentidos do corpo com Dietmar Kamper – 1992;
  • Semiótica do Tempo – 1994;
  • Fundamentos Biológicos da Comunicação – 1994;
  • Fundamentos de Semiótica da Cultura com Ivan Byst?ina – 1995;
  • Pragmática da Comunicação com Thomas Bauer – 1996;
  • O trabalho como Vida com Dietmar Kamper – 1996;
  • Política da Comunicação com Vicente Romano – 1997;
  • A explosão da informação com Dietmar Kamper, Harry Pross, Siegfried Zielinski, entre outros – 1997;
  • Viver sem espelhos com Dietmar Kamper – 1999;
  • Imagem e Violência com Dietmar Kamper, Jean Baudrillard, Vicente Romano, Christoph Wulf, Eduardo Peñuela Cañizal, entre outros – 2000;
  • Antropofagia e Teofagia com Dietmar Kamper, B. Mersmann e Haroldo de Campos – 2001;
  • A comunicação organizacional com Thomas Bauer – 2002;
  • A Gramática do Cotidiano com  Ryuta Imafuku – 2003;
  • Emoção e Imaginação com Christoph Wulf, Gunter Gebauer, Helga Peskoller, entre outros – 2011.


Ciclo de palestras Semiótica e Cinema com exibição de filmes no Centro Cultural São Paulo, voltados para público aberto, e que tinha como finalidade estender as pesquisas da semiótica da cultura para diferentes públicos:

  • A semiótica da cultura no cinema alemão (1995);
  • Os pecados da cultura ou a cultura do pecado (1995);
  • O riso, o sorriso e a gargalhada (1996);
  • O jornalista como herói (1997);
  • A guerra nossa de cada dia (1997);
  • Os dialetos da violência (1998);
  • Corpos Imaginários (1999);
  • Os símbolos vivem mais que os homens (2000);
  • Os meios da incomunicação (2001), este realizado no Centro Cultural Banco do Brasil;
  • Os maiores e os melhores do mundo - o titanismo na comunicação e na cultura (2003).


Grupo de Estudos:

  • Questões sobre a imagem e a mídia em Hans Belting, coordenação Martinho Alves da Costa Junior – 2º semestre de 2009;
  • Grupo de Estudos sobre Harry Pross (Atrapados en la red mediática – Orientación en la diversidad), coordenação de Fabiana Grieco – 2º semestre de 2009;
  • Vilém Flusser – textos brasileiros, coordenação Alex Heilmair e Raphael Dall’Anese, em parceria com os grupos de pesquisa Comunicação e Cultura do Ouvir da Faculdade Cásper Líbero e Mídia e Cultura da UNIP  – 2º semestre de 2010;
  • Grupo de Estudos sobre Dietmar Kamper, coordenação Jose Eugenio de O. Menezes, em parceria com os grupos de pesquisa Comunicação e Cultura do Ouvir da Faculdade Cásper Líbero e Mídia e Cultura da UNIP – 1º semestre de 2011.